A Fórmula 1 anunciou, nesta quarta-feira (8), o adiamento do Grande Prêmio do Canadá, que estava previsto para o dia 14 de junho. Com isso, a prova em Montreal se torna a nona a ser alterada no calendário original da categoria mais importante do automobilismo mundial por conta da pandemia do coronavírus. Até o atual momento, sete provas foram adiadas (Bahrein, China, Vietnã, Holanda, Espanha, Azerbaijão e Canadá) e duas foram canceladas (Austrália e Mônaco).

Foto: Reprodução / Twitter (@F1)

"Teríamos a honra de sediar a primeira corrida no calendário do Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2020, mas estamos tristes por anunciar o adiamento da prova. Este adiamento não foi uma decisão tomada de ânimo leve ou fácil. No mês passado, estivemos em constante comunicação com a Fórmula 1 e representantes da cidade de Montreal, do Tourism Montreal e dos governos provinciais e federais. Ouvimos as diretrizes emitidas por autoridades de saúde pública e, como resultado direto da pandemia de Covid-19, estamos seguindo as orientações de especialistas fornecidas pelas autoridades", afirmaram os organizadores do Grande Prêmio canadense, que seria disputado na cidade de Montreal, em comunicado oficial.

"Trabalhamos em estreita colaboração com nossos amigos do Grande Prêmio do Canadá nas últimas semanas e os apoiamos na tomada dessa decisão necessária para garantir a segurança dos fãs e da comunidade da F1. Sempre esperamos viajar para a incrível cidade de Montreal e, embora todos tenhamos que esperar um pouco mais, faremos um ótimo show quando chegarmos no final deste ano", declarou Chase Carey, presidente e diretor executivo da Fórmula 1.

LEIA MAIS: Coronavírus: veja cronologia da pandemia no esporte mundial

De acordo com os organizadores, todos os ingressos para o Grande Prêmio do Canadá de Fórmula 1 2020 continuarão válidos. Assim que a nova data da prova for confirmada, todos os espectadores serão informados das opções disponíveis.

Com a sequência de provas caindo como pinos de boliche, a Fórmula 1 está com quase metade das 22 corridas previstas inicialmente para o ano sem datas certas, o que criará outro problema, o de encaixar todas em um calendário extremamente apertado quando a pandemia passar. Agora, as atenções se voltam para o que seria a décima prova da temporada e que poderá ser a corrida de estreia, o Grande Prêmio da França, previsto para o dia 28 de junho.


Notícia Coronavírus Covid-19 pandemia esporte gestão Fórmula 1 F1 automobilismo adiamento GP do Canadá calendário mercado