A Globo usou o exemplo de renegociação de repasse de valores de direitos de transmissão em campeonatos na Europa para justificar a medida tomada pela emissora de suspender o pagamento das últimas parcelas de alguns campeonatos estaduais pelo país. Por conta da pandemia do coronavírus e da suspensão dos jogos, a emissora considera que, agora, é preciso rever o modelo de negócios com os clubes. 

LEIA MAIS: Análise: Futebol nacional colhe frutos de suas escolhas 

"A crise causada pela pandemia do Coronavírus19, que está provocando adiamentos e cancelamentos nos calendários esportivos, faz com que todos os elos que compõem a cadeia produtiva do futebol precisem analisar seus modelos de negócio e renegociar seus compromissos: clubes, federações, empresas de mídia, anunciantes e patrocinadores, entre outros parceiros. Esta não é uma realidade exclusiva do Brasil, e ocorre também em demais competições e modalidades esportivas ao redor do mundo", afirmou a emissora, em nota enviada à Máquina do Esporte, após a publicação da reportagem mostrando que a suspensão do repasse da verba da emissora gerou pânico entre os clubes.

Foto: Reprodução

Segundo a Globo, os repasses para competições e clubes estão sendo reavaliados. Os clubes que disputam as Séries A e B do Campeonato Brasileiro, além da Copa do Brasil, não tiveram os pagamentos suspensos, de acordo com a emissora. 

"Faz parte deste processo a decisão da Globo reavaliar o pagamento de futuros vencimentos – em alguns casos a última parcela – de competições que foram interrompidas ou adiadas, e que ainda não têm data nem formato para voltar a acontecer. Cada caso está sendo tratado segundo suas especificidades. A Globo até o momento vem mantendo o pagamento dos clubes participantes do campeonato brasileiro série A, série B e Copa do Brasil. No caso dos Estaduais, a Globo pagou em alguns contratos 100% e em outros 75% dos valores referentes a esses campeonatos, mesmo com a entrega efetiva de 55% a 65% dos jogos. Alguns pagamentos foram realizados já com as partidas suspensas e precisamos buscar entre todos uma solução de equilíbrio que depende agora de uma revisão completa do calendário anual do futebol brasileiro", complementou o comunicado.

A Globo também afirma que tem mantido diálogo com clubes e entidades para "encontrar os melhores caminhos" para resolver a crise financeira que ronda o futebol por conta da paralisação dos jogos.

"Estamos discutindo diariamente, de maneira transparente e serena, formas de atravessar esse período difícil com todos os parceiros – anunciantes, clubes, federações e CBF – e temos a convicção de que juntos vamos encontrar os melhores caminhos. Até lá, estamos empenhados em soluções criativas que têm assegurado outros tipos de apoio ao futebol brasileiro, com a exposição dos clubes em todas as nossas plataformas, grades de programação e coberturas. Como parceiros de mídia do esporte, temos total interesse em achar um caminho que garanta competições fortes, equilibradas e competitivas", finalizou o comunicado.


Notícia Mídia Marketing Gestão Globo Campeonato Paulista