Próximo da eleição de seu novo presidente, a Federação Polonesa de Futebol (PZPN) terá mais um problema daqui para frente. A Agência Tributária da Polônia bloqueou as finanças da entidade devido à atrasos no pagamento de impostos. Segundo o levantamento da agência, a PZPN deve cerca de cinco milhões de euros de dividas relacionadas aos direitos para as transmissões do jogo da seleção nacional. Em entrevista ao jornal do país ?Dziennik?, um porta-voz da entidade máxima do futebol polonês avisou que será feito um protesto formal devido à decisão. Nos próximos dias, a federação polonesa dará início ao pleito que vai decidir quem será seu novo presidente. O processo eleitoral será acompanhado pela Fifa e pela Uefa para evitar fraudes. A relação entre Fifa e Polônia esteve conturbada há alguns meses, com a entidade máxima do futebol chegando ameaçar a excluir o país da Copa de 2010, caso o governo polonês não voltasse atrás da decisão de colocar Robert Zamlocki no lugar de Michael Listkiewicz. A Fifa não aceita intervenções políticas nas entidades futebolísticas e pediu que a nomeação para o comando da PZPN, que havia sido dissolvida, fosse retirada. O pedido foi atendido e a eleição foi marcada para o próximo dia 30.


Notícia Gestão