A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou nesta sexta-feira (5) que concedeu os direitos exclusivos de transmissão dos jogos de quinta-feira da Copa Libertadores ao Facebook no ciclo comercial de 2019 a 2022. A rede social transmitirá os jogos ao vivo, por meio do Facebook Watch, para os dez países membros da Conmebol (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela).

A entidade ainda divulgou que a plataforma também terá direito de transmitir um jogo por semana, na terça ou na quarta-feira, e sem exclusividade, para os países de língua espanhola da Confederação. Nesse caso, o único dos dez que não se enquadra é o Brasil.

Foto: Reprodução

Assim, de acordo com a Conmebol, o Brasil terá, ao todo, 27 jogos transmitidos exclusivamente no Facebook Watch às quintas-feiras. Para os outros nove países, serão os mesmos 27 jogos mais 19 outras partidas de terça ou quarta. A parceria também inclui resumos e destaques das partidas, além de diversos conteúdos digitais.

"Estamos muito felizes de trazer o Facebook, a rede social com maior alcance na América do Sul e no mundo, como um dos nossos parceiros para a transmissão da nossa prestigiada Conmebol Libertadores. A parceria com o Facebook é mais um passo em nosso esforço para levar o futebol a todos os recantos da América do Sul", declarou Juan Emilio Roa, diretor comercial da entidade.

"Como principal torneio de futebol da América do Sul, a Conmebol Libertadores reúne comunidades apaixonadas de fãs de todo o continente. Estamos entusiasmados pelo Facebook Watch se tornar o novo lar para os jogos do torneio pelos próximos quatro anos e queremos levar essa experiência para a maior audiência possível, permitindo aos torcedores assistir facilmente a jogos ao vivo juntos. Estamos animados com a parceria com a Conmebol para reinventar a experiência de assistir futebol", afirmou Dan Reed, vice-presidente global de esportes e parcerias de mídia do Facebook.

Este é o primeiro anúncio de um momento histórico para a Conmebol. Isso porque, pela primeira vez na história da entidade, os direitos de transmissão de seus torneios de clubes foram comercializados por uma licitação profissional, aberta e competitiva, estruturada de acordo com os padrões internacionais.

Todo o processo de licitação foi desenhado pela equipe comercial da própria Conmebol com a assessoria da FC Diez Media, agência de consultoria na comercialização, venda e pós-venda dos ativos dos torneios de clubes da entidade para o ciclo comercial de 2019 a 2022.

Vale lembrar que a FC Diez Media é um consórcio formado por IMG e Perform, duas das maiores agências de marketing esportivo do mundo. Além disso, a licitação foi supervisionada de forma independente pela Ernst & Young.

A Conmebol ainda revelou que anunciará, em breve, acordos com outros parceiros para a transmissão da Libertadores na América do Sul para os próximos quatro anos.


Notícia Facebook Facebook Watch Conmebol Libertadores mídia direitos transmissão mercado licitação