A Fórmula 1 terá uma corrida transmitida ao vivo no YouTube pela primeira vez na história. O acordo com a rede social especializada em vídeos mais famosa do mundo foi fechado para o Grande Prêmio da Alemanha, que será disputado no circuito de Nurburgring no próximo dia 11 de outubro.

LEIA MAIS: F1 adiciona Alemanha, Portugal e San Marino ao calendário 2020

Os fãs brasileiros, no entanto, terão que esperar mais um pouco pela novidade. Isso porque a parceria entre F1 e YouTube será válida apenas para sete países, todos eles europeus: Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Holanda, Noruega, Suécia e Suíça. O acordo inclui também todo o final de semana da prova, com transmissões ao vivo dos treinos livres e do treino classificatório, além de análises de especialistas e o pré e pós-corrida, com direito a melhores momentos.

Foto: Reprodução / Twitter (@MercedesAMGF1)

"Estamos animados por trabalhar com o YouTube em um projeto tão empolgante. Ao passo em que continuamos a diversificar nossa estratégia de distribuição de mídia e a expandir nossa oferta digital, é imperativo que envolvamos fãs que consomem mídias de maneira diferente, e o YouTube nos oferece a plataforma para conseguir isso. A parceria com o YouTube também garante que continuemos nossa busca para atrair novos públicos, de novas formas, para aumentar a base de fãs da F1", afirmou Adam Crothers, diretor de direitos de mídia digital da Fórmula 1.

"O YouTube ajuda o esporte a alcançar os fãs de amanhã. 70% do público da F1 no YouTube tem menos de 35 anos. Emissoras e organizadores de esportes reconhecem cada vez mais a capacidade do YouTube de alcançar esses novos públicos e gerar receita. A F1 sempre foi uma das marcas mais inovadoras do esporte, tão dinâmica na criação de vídeos quanto na pista. A decisão da F1 de transmitir ao vivo seu conteúdo mais premium no YouTube é mais uma prova do papel do YouTube como parceiro confiável para o setor", celebrou Tomos Grace, chefe de esportes do YouTube para a Europa.

A iniciativa inédita surge como consequência do aumento de audiência da categoria em 2020. De acordo com a Nielsen Sports, as três primeiras provas da temporada já disputadas até aqui tiveram aumento do número de fãs em frente à televisão no Reino Unido. Ao todo, foram 13,63 milhões de espectadores, uma média de mais de 4,54 milhões de pessoas por prova.

Para se ter uma ideia, o Grande Prêmio da Áustria, corrida de abertura da temporada em 5 de julho, alcançou 4,8 milhões de espectadores. No ano passado, a mesma prova havia sido assistida por 3,8 milhões de pessoas. Se for comparado com o Grande Prêmio da Austrália, que abriu a temporada em 2019, o número é ainda mais discrepante, já que a prova australiana teve "apenas" 1,4 milhão de espectadores.

A expectativa da F1 é que a audiência permaneça crescendo no decorrer do ano, não só no Reino Unido mas também em todo o mundo. A categoria tem feito de tudo para alavancar os números, colocando provas inéditas no calendário, criando corridas com status de comemorativas e ainda tentando se aproximar cada vez mais dos fãs por meio das plataformas digitais.


Notícia Mídia YouTube F1 Fórmula 1 GP da Alemanha mercado estratégia audiência marketing