Campeão mundial duas vezes pela seleção brasileira, eleito melhor jogador do mundo em três ocasiões, dono de um clube de futebol e uma das figuras mais influentes do esporte na atualidade, o ex-jogador Ronaldo encara, nesta semana, o seu "maior evento" já realizado dentro do futebol.

LEIA MAIS: World Football Summit terá cobertura especial da Máquina

LEIA MAIS: Leitor da Máquina terá desconto para o WFS Live Powered by R9

Desta segunda-feira (6) até a próxima sexta-feira (10), o executivo dá seu nome ao maior encontro virtual da história da indústria do futebol. O World Football Summit Live Powered by R9, reunirá desde os presidentes da Fifa e da LaLiga até executivos de grandes patrocinadores mundiais, como Coca-Cola, Santander e Visa, entre outros.

Foto: Divulgação

Em entrevista concedida por e-mail às vésperas do início do WFS Live, Ronaldo falou sobre como encara o novo desafio e o mercado de futebol no futuro pós-pandemia. Leia abaixo a entrevista na íntegra:

Máquina do Esporte: Como surgiu a ideia de fazer a edição brasileira do WFS?
Ronaldo: A parceria com o World Football Summit começou há algum tempo e sempre tivemos a vontade de trazer uma das edições do evento para o Brasil, por se tratar de um congresso que reúne os principais nomes do futebol mundial. Trabalhamos fortemente com o objetivo de reunir essas lideranças para fomentar ainda mais a indústria em que estamos envolvidos. 

ME: Para quem tinha planejado fazer o evento presencial no Brasil, qual é o tamanho e o impacto da mudança de transformá-lo em virtual?
Ronaldo: Sabíamos da importância de reunir a indústria o quanto antes, já que o futebol passa constantemente por mudanças. O evento físico nos traria possibilidades interessantes, principalmente de encontrar as pessoas e fazer networking. Mas, de forma virtual, conseguimos atingir um número maior de pessoas que não poderiam, por exemplo, se deslocar até o evento. E a plataforma que utilizamos permite aos participantes do WFS Live Powered by R9 realizar reuniões e encontros on-line. No cenário atual, o evento virtual seguramente vai ter uma entrega e resultados muito positivos, atingindo todas as nossas expectativas. 

ME: Em que um evento desse nível ajuda no crescimento da indústria em meio a uma pandemia e a tudo o que o esporte sofreu em 2020?
Ronaldo: Ajuda a fomentar ainda mais essa indústria que não pode ficar parada, apesar dos meses de ausência de treinos, jogos e campeonatos. É importantíssimo assumirmos o protagonismo em um momento em que os fãs do futebol estão em busca de conteúdo. E não tem conteúdo mais relevante que esse. Estaremos lado a lado com gente como Gianni Infantino (presidente da Fifa), e Javier Tebas (presidente da LaLiga), entre outros nomes muito importantes. Temos o dever de compartilhar nossa visão sobre as mudanças pelas quais o futebol está passando e sobre o cenário que está por vir nos próximos meses. 

ME: Qual é a importância desse evento para o Ronaldo empresário, para o Ronaldo dono da Octagon Brasil e para o Ronaldo presidente do Real Valladolid?
Ronaldo: Tudo o que é importante para a indústria do futebol é importante para mim, como empresário, dono da Octagon Brasil e presidente do Real Valladolid. São portas abertas, networking aquecido, oportunidades de negócios. Tudo o que movimenta e fomenta essa indústria potencializa o seu crescimento, e os resultados positivos são para toda a cadeia produtiva. Empresas, empresários, colaboradores, clubes, dirigentes, atletas e fãs – todos têm a ganhar.

ME: De que forma você acredita que a indústria esportiva brasileira se beneficia com esse evento?
Ronaldo: O evento aproxima os profissionais brasileiros de gigantes da indústria global, abre portas para os que estão em busca de oportunidades no mercado, dá voz e espaço para quem não tinha acesso por conta do deslocamento. São muitas lideranças reunidas e abordagens que interessam a todos. A tendência natural é que novos desafios sejam lançados e abraçados, novas parcerias sejam formadas, novos projetos realizados e o mercado se mantenha aquecido, solucionando problemas e superando as adversidades.

ME: Esse é o maior projeto que você já organizou dentro do futebol?
Ronaldo: Meu maior projeto é o Real Valladolid – estamos planejando o futuro do clube para os próximos 90 anos. O WFS Live será o maior encontro virtual da história da indústria do futebol. É o maior evento que já planejei, justamente por atender a toda a cadeira produtiva do esporte – além de contar com a participação dos maiores líderes do mercado, em quatro dias de programação. Já temos quase dois mil inscritos na plataforma, e a meta é chegar a três. É uma grande realização profissional promover o WFS, ter a minha empresa (Octagon Brasil) na operação e o meu clube (Real Valladolid) nos debates. Pessoalmente, me sinto também muito realizado por trazer esse evento ao Brasil e fomentar a indústria que é passado, presente e futuro na minha trajetória de vida.


Notícia Ronaldo Marketing Mídia WFS Live Patrocínio Gestão