O Everton pode criar uma polêmica de grandes proporções nos próximos dias no universo do futebol no Reino Unido. Após anunciar a rescisão do contrato de patrocínio máster com o site de apostas SportPesa para o final da atual temporada, o clube inglês tem negociado com diversas empresas para substituir o espaço principal da camisa na próxima temporada. É a conversa mais adiantada que pode render um debate acalorado no país.

A explicação é a seguinte: no momento, quem mais tem chance de estampar a camisa do Everton é a Swissx, empresa suíça fundada em 2015 e sediada na cidade de Gstaad. A questão é que a marca é especializada em fabricar produtos com canabidiol (CBD), substância extraída da planta da maconha, a Cannabis Sativa.

Foto: Reprodução / Site (swissx.com)

"Estamos negociando com o Everton para assumir a camisa deles. A frente da camisa deles. Eles entraram em contato comigo e já ofereceram designs com todo o logotipo da Swissx em azul, o que não me deixa louco de alegria, mas ficou bonito", revelou Aiki David, executivo-chefe da marca suíça, em entrevista à revista Insider.

A exigência do Everton por um logotipo azul tem uma explicação óbvia: o logotipo original da Swissx é vermelho, cor que caracteriza o Liverpool, principal rival do Everton no país. O clube estaria, com isso, se antecipando a um problema que já ocorreu em setembro de 2017, quando fechou o patrocínio da manga esquerda com o jogo Angry Birds. À época, o anúncio foi feito com o personagem Red, cujo nome está ligado à cor (vermelha) e ao apelido (Reds) do Liverpool.

LEIA MAIS: Angry Birds permanecerá como patrocinador de manga do Everton

LEIA MAIS: Após Angry Birds, Everton renova patrocínio com Davanti Tyres

Caso o Everton feche um acordo com a Swissx, será o primeiro clube da história da Premier League a exibir uma marca relacionada à maconha como patrocinadora máster do uniforme. A iniciativa pode gerar muita polêmica no país, além de ser considerada controversa, uma vez que, no Reino Unido, é ilegal possuir, cultivar, distribuir ou vender maconha.

"A Swissx não é uma marca de maconha. Na verdade, é uma marca que utiliza o canabidiol para o bem-estar baseado na saúde, com fins medicinais, não para recreação", defendeu Aiki David, que ainda revelou à Insider que a empresa, de olho em um crescimento exponencial, tem interesse em entrar na briga pelos naming rights do Camp Nou, estádio do Barcelona.

Vale lembrar que o clube catalão reabriu a busca por um patrocinador que quisesse dar nome ao estádio por um ano, em uma tentativa de arrecadar dinheiro para financiar as pesquisas catalãs na luta contra a pandemia do coronavírus. O Barça, no entanto, nega qualquer contato com a Swissx.


Notícia Everton Swissx patrocínio máster marketing gestão mercado polêmica canabidiol maconha Camp Nou Barcelona