arquivo

Etiene Medeiros amplia ação "Touca Rosa" com "Touca Azul"

por Redação - São Paulo (SP)
A
A
publicidade

A nadadora Etiene Medeiros anunciou o relançamento da ação "Touca Rosa", agora com o acréscimo do nadador João Gomes Jr. e a "touca azul", ambas com os dizeres "Nado Por Todos". O objetivo é conscientizar mulheres e homens sobre a importância da prevenção ao câncer de mama (Outubro Rosa) e ao câncer de próstata (Novembro azul).

publicidade

Como em 2018, uma loja virtual será criada para que pessoas comprem os produtos nas cores rosa e azul, que serão usados pelos atletas nos próximos dois meses. Além disso, um site trará conteúdos relativos aos dois tipos de câncer. Todo o lucro das vendas irá para o Instituto Lado a Lado Pela Vida.

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

Foto: Reprodução / Site (loja.nadoportudo.com)

publicidade

"A ideia surgiu no ano passado, abordando uma questão especial para as mulheres. Existe gente próxima a mim que passa por essa situação. Em 2018, fiquei muito grata e feliz pelo fato de as pessoas terem abraçado a causa comigo em prol da ajuda ao próximo, da saúde, da conscientização de que é preciso fazer o exame, de estar em alerta. Nosso objetivo não foi só conscientizar sobre o câncer de mama, mas sobre o câncer em si", contou Etiene Medeiros.

publicidade
publicidade
publicidade

"Fazer esta campanha para mim é poder ajudar as pessoas que mais precisam. Eu tive um caso na minha família. Minha mãe teve câncer de mama e sempre quis ajudar de alguma forma. Espero que, com meu alcance nas mídias, eu possa ajudar quem precisa. É algo motivador e também gratificante. Espero que alcancemos muitas pessoas para poder ajudar a entidade escolhida", disse João Gomes Jr.

publicidade

Na primeira edição do projeto, 1.250 unidades da touca foram vendidas e pouco mais de R$ 13 mil foram doados para o Hospital de Câncer de Pernambuco, instituição escolhida no ano passado. Neste ano, o custo de cada touca será de R$ 25. Elas podem ser adquiridas neste site.

publicidade
publicidade

Atualmente, o câncer é a doença que mais mata mulheres no Brasil. Mais de 59 mil casos foram previstos para 2019, com 28% deles sendo de mama. Apenas 2% das mulheres conhecem os principais sintomas da doença, sendo que 66% dos tumores são detectados pelas próprias pacientes ao realizar o autoexame. Um em cada três casos pode ser curado quando detectado em estágio inicial.

publicidade
publicidade
publicidade

Já o câncer de próstata é o segundo que tem maior incidência nos homens em todas as regiões do Brasil, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Um homem morre a cada 38 minutos em consequência do câncer de próstata no país, de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA). Em média, são 13.700 mortes por ano, sendo a hereditariedade um dos principais fatores de risco. 

publicidade

Gabigol lança quadro para celebrar 'aniversário' da Libertadores