Após comemorar o segundo título da Libertadores no ano passado após 38 anos de jejum, o Flamengo estreou na competição em 2020 nesta quarta-feira (4). A vitória diante do Júnior Barranquilla, da Colômbia, por 2 a 1, fora de casa, mostrou que o time vem forte dentro de campo mais uma vez em busca do tricampeonato e, de quebra, que a torcida continua batendo recordes de audiência na televisão.

O duelo que teve Everton Ribeiro como grande nome com dois gols foi a melhor estreia de uma Libertadores no Rio de Janeiro desde 2000. A vitória rubro-negra bateu 36 pontos de audiência com 53% de participação.

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Além de conseguir um feito que não era alcançado há 20 anos, o time carioca ainda foi o responsável pela melhor audiência do futebol às quartas-feiras na Globo desde 27 de novembro do ano passado, no confronto diante do próprio Flamengo diante do Ceará pelo Campeonato Brasileiro (36 pontos e 56% de participação). Por último, também atingiu o melhor número de uma transmissão de futebol desde a final do Mundial, entre Liverpool e Flamengo, em 21 de dezembro do ano passado (41 pontos e 74% de participação).

Em São Paulo, como era de se esperar, os números foram mais baixos, mas considerados interessantes pela Globo, que esperava ter o Corinthians para transmitir para público paulista nesta quarta-feira (4). Como o clube de Parque São Jorge foi eliminado na fase preliminar do torneio, restou à emissora exibir o Flamengo, que alcançou 24 pontos com 38% de participação na capital paulista.

Cada ponto de audiência no Ibope equivale a 74.987 domicílios (ou 203.309 pessoas) na Grande São Paulo. Já no Rio de Janeiro e região metropolitana, um ponto no índice representa 47.454 domicílios (ou 121.090 telespectadores).


Notícia Globo Flamengo Libertadores estreia audiência mídia transmissão estratégia mercado