arquivo

“Efeito Salah” faz Egito virar candidato a sede da Copa de 2030

por Redação - São Paulo (SP)
A
A

O surgimento de um craque carismático que foi diretamente responsável pela volta do Egito a uma Copa do Mundo após 28 anos mudou a maneira como o país africano enxerga o futebol. Apesar de três derrotas em três jogos no Mundial da Rússia, os egípcios sentiram na pele como o mundo do futebol enxerga Mohamed Salah e perceberam como, financeiramente, a Copa pode dar resultados. Então, tomaram uma decisão.

publicidade
publicidade
publicidade

O Egito anunciou, ainda extraoficialmente, que será candidato a sede da Copa do Mundo de 2030. E que considera bastante a possibilidade de ser também ser a casa dos Jogos Olímpicos de 2032. O país quer aproveitar o “efeito Salah” da melhor maneira possível.

publicidade
publicidade

Foto: Reprodução / Site (tahmincityplus.com)

publicidade
publicidade

“Estamos preparando vários projetos com estrelas do esporte egípcio, com o objetivo de organizar a Copa do Mundo de 2030 e os Jogos Olímpicos de 2032. Já embarcamos no patrocínio do programa dos Campeões Olímpicos em cooperação com o Comitê Olímpico do Egito. O programa patrocina campeões olímpicos do ponto de vista médico, fisiológico e esportivo para prepará-los para competir em torneios”, declarou Ashraf Sobhy, ministro do Esporte e da Juventude do país.

publicidade
publicidade
publicidade

O anúncio oficial não deve demorar. Se for confirmado, o Egito entra na briga pela Copa de 2030 com outro país africano, o Marrocos, e também com a candidatura tripla formada por Argentina, Paraguai e Uruguai. No caso do Marrocos, também haveria a possibilidade do país se juntar a Argélia e Tunísia para mais uma candidatura tripla.

publicidade

A imprensa internacional especula ainda que a China teria interesse e pode lançar uma candidatura ou até apoiar, junto de Coreia do Norte e Japão, uma tentativa da Coreia do Sul. Há ainda indícios de uma possível candidatura da Inglaterra, que estaria pensando em se lançar sozinha ou ao lado de Escócia e País de Gales.

publicidade
publicidade
publicidade

Já no caso dos Jogos Olímpicos de 2032, há especulações sobre candidaturas de Buenos Aires, na Argentina, e Nova Delhi, na Índia. No entanto, desde que o COI definiu Paris como sede para 2024 e Los Angeles para 2028, o assunto deu uma esfriada e deve esquentar apenas com a proximidade dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.

publicidade

Lenovo renova patrocínio do Prêmio eSports Brasil 2020