Um comunicado no começo da tarde desta segunda-feira (2) para os funcionários do Fox Sports anunciou a saída de Eduardo Zebini do comando do canal no Brasil até o final do mês. A decisão da saída do principal executivo, responsável pela implementação do canal no Brasil, indica que está cada vez mais próximo o desfecho para a fusão das operações entre Fox Sports e ESPN.

Até o final do mês deve ocorrer a reunião do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para reanalisar o processo de venda dos canais Fox Sports pela Disney, exigência feita pelo órgão para poder aprovar a fusão Disney-Fox. Após mais de um ano sem conseguir sucesso na negociação, a empresa americana deverá fundir as operações do Fox Sports com a ESPN. Para isso, porém, precisa do aval do Cade. A sessão que deve determinar a fusão está programada para acontecer até o final deste mês, o que reforça o movimento feito agora por Zebini.

Foto: Reprodução / Fox Sports

Em rápida conversa com a reportagem da Máquina do Esporte, o executivo afirmou que, até o final de março, o foco é exclusivamente para os canais Fox Sports, que começa a transmitir a fase de grupos da Copa Libertadores nesta semana. Segundo Zebini, ele passará a analisar as propostas recebidas em abril. Um dos destinos pode ser a coordenação da CBF TV, braço de produção de conteúdo em vídeo da entidade. Ele, porém, negou que tenha qualquer acerto já definido com a Confederação Brasileira de Futebol nesse sentido.

Além da saída de Zebini, que será substituído por Marcio Moron no comando dos canais a partir de abril, outro indício de que os canais Fox Sports devem ser "abraçados" pela ESPN está no fato de que a empresa praticamente não tem investido na aquisição de novos direitos de transmissão. Além de determinar a venda dos canais, o Cade decidiu que a Disney não poderia levar nenhum funcionário do Fox Sports para a ESPN. Assim, a emissora foi, aos poucos, deixando de fazer qualquer investimento em aquisição de direitos ou de profissionais.

Por outro lado, a ESPN segue em intensa movimentação. Em outubro do ano passado, Carlos Maluf foi confirmado como o head de esportes da Disney, sendo responsável pelos canais ESPN, após meio ano de alterações na gestão da empresa no Brasil, que culminaram com a troca de toda a antiga diretoria. Tendo a Premier League, a NBA e a NFL como principais atrações, a tendência é de que a ESPN possa assumir os direitos que atualmente são da Fox e ainda possuem contrato, como a Libertadores, a Europa League e a Copa do Nordeste, entre outros eventos.


Notícia Eduardo Zebini Fox Sports ESPN Disney Cade bastidores gestão mercado mídia