arquivo

Decoração, buffet, taça gigante e violino embalam candidatura de dona da Crefisa

por Adalberto Leister Filho - São Paulo (SP)
A
A
publicidade

Leila posa para fotógrafos em painel de candidatura

publicidade

Com uma grande festa com direito a jantar, música e troca de agrados com a principal organizada, Leila Pereira lançou nesta quarta-feira (dia 1º) sua candidatura à conselheira do Palmeiras.

publicidade
publicidade

O evento aconteceu no salão de festas do Hotel Braston, no centro de São Paulo. Os cerca de 500 convidados ganharam taxi para chegar e ir embora da festa. Todo o salão foi decorado com imagens da candidata e dizeres: “Leila para conselheira” e “Vote 153”.

publicidade
publicidade

Dentro, um buffet com salada, maionese, arroz, massas e carnes. De sobremesa, brownie, bolo de chocolate, torta de morango, pudim e frutas.

publicidade
publicidade
publicidade

Cercada, Leila ganhou o afago do ex-presidente Mustafá Contursi, líder da chapa Palmeiras Forte, na qual a empresária e José Roberto Lamacchia, seu marido, são candidatos. O dirigente disse estar indeciso. “Vou votar nela ou no Lamacchia. Acho que ele também merece nossa consideração.”

publicidade
Decoração, buffet, taça gigante e violino embalam candidatura de dona da Crefisa
publicidade

Vista do salão decorado com propaganda política da candidata ao Conselho Deliberativo do Palmeiras

publicidade
publicidade
publicidade

Adiantados, os repórteres que cercavam o ex-presidente já questionaram sobre como seria Leila presidente do clube.

publicidade

Paulo Serdan homenageia a empresária

publicidade
publicidade

“Não sei se a Leila Pereira será uma boa presidente. Não tenho nenhuma dimensão de como seria. Ela precisa primeiro ser eleita [para o Conselho Deliberativo]. Precisa de uma quantidade suficiente de votos”, afirmou Mustafá, sem convencer ninguém que a candidata possa não ter seu nome confirmado nas urnas.

publicidade
publicidade

O ex-presidente, porém, disse estar indeciso entre a candidata e seu marido. “Vou votar nela ou no Lamacchia. Acho que ele também merece a nossa consideração.”

publicidade
publicidade

Mais pop do que o ex-presidente, apenas a candidata, que garantiu novo compromisso com o time independentemente do resultado da eleição. “Amo o Palmeiras e senti que posso ajudar mais sendo conselheira”, discursou. “Mesmo se não for eleita, o contrato será renovado.”

publicidade
publicidade
publicidade

Leila não deu valores, mas previu um aumento em relação a 2016, quando Crefisa e FAM pagaram R$ 78 milhões de patrocínio e mais R$ 22 milhões para reforma do CT e salário do atacante Barrios.

publicidade
publicidade

Painel de propaganda política no hall de entrada

publicidade

“Acredito que o patrocínio do Palmeiras é o maior das Américas. Nós da Crefisa e FAM acreditamos no futebol brasileiro. Gostaria que outras empresas acreditassem.”

publicidade
publicidade

Leila e Lamacchia também foram homenageados por Paulo Serdan, líder da Mancha Alviverde. A escola de samba ligada à organizada foi beneficiada por R$ 1,3 milhão da Crefisa para o  Carnaval deste ano. Um sinal claro de que a atual diretoria, ao contrário da gestão do ex-presidente Paulo Nobre, se reaproximou da Mancha.

publicidade
publicidade

“É um projeto aprovado pela Lei Rouanet. Não vejo problema de aplicar em lei incentivada. No ano passado já ajudamos a escola de samba”, afirmou a mecenas, antes de ouvir o pedido inusitado de um repórter para que ajudasse o Carnaval de Guaratinguetá (SP), “um dos melhores do interior”.

publicidade
publicidade

“Apresentando projeto e meu grupo achando que é viável, não tem porque não apoiar”, respondeu.

publicidade
publicidade

De presente, a empresária ganhou da escola de samba uma réplica gigante da taça do Brasileirão, com os nomes Crefisa e FAM grafados no pé.

publicidade
publicidade
publicidade

A homenagem foi encerrada não por samba, mas com a chegada de um violinista tocando o hino do Palmeiras. Os eleitores foram ao delírio, puxando a letra aos gritos e pulos. A noite estava ganha para a candidata.

publicidade