Campeão do NBB, o Flamengo não tem mais apoio da Sky

O Flamengo ainda comemorava o pentacampeonato do Novo Basquete Brasil quando teve uma má notícia: a Sky, principal patrocinadora do time, não renovará o contrato. A empresa, parceira do time desde 2014, informou ao clube que deixará a equipe na próxima temporada. Mas isso não significa que a empresa deixará o basquete.

Em fevereiro deste ano, a Sky resolveu ampliar a presença no esporte e acertou uma parceria com o Novo Basquete Brasil. O acordo foi o primeiro patrocínio da liga com uma empresa privada, e o contrato era válido até o fim da temporada que encerrou com o título do Flamengo.

Segundo a Máquina do Esporte apurou, a Sky ainda não renovou o contrato com o NBB, mas dificilmente deixará de fazê-lo. A empresa ficou satisfeita com o retorno nesses primeiros meses, e o plano da marca é permanecer no basquete, mas com um status maior do que o anterior, de patrocinador de clube.

A história da empresa com o NBB vai além dos atuais contratos. Além de um acordo anterior com o Flamengo, a empresa já patrocinou o Pinheiros e foi o responsável por colocar a primeira equipe nordestina na competição, o Basquete Cearense.

Quando a Sky voltou ao basquete do Flamengo, há dois anos, o presidente da empresa, Luiz Eduardo Baptista, comandava o marketing do clube. No início de 2015, o executivo se desentendeu com o mandatário do time, Eduardo Bandeira de Mello, e se tornou oposição nos bastidores da Gávea. Isso não impediu a renovação do acordo poucos meses depois.

E, segundo fontes da equipe, a relação entre o marketing do Flamengo e da Sky não teve nenhum grande ruído no último ano, mesmo durante as eleições do clube, quando Baptista defendeu a chapa contrária à de Mello. O fato reforça o plano de que a empresa deixou o time por uma decisão estratégica.

Oficialmente, o Flamengo apenas confirmou o fim do acordo. Procurada, a Sky não tinha um posicionamento público até o fechamento desta edição.


Notícia Flamengo Sky Patrocínio NBB