Câmera para gravação em 360 graus (Foto: Divulgação)

A NBA acertou um novo acordo para reforçar a transmissão do torneio em realidade virtual (VR, na sigla em inglês). A liga de basquete dos Estados Unidos ampliou o contrato com a Verizon para incluir a tecnologia nas exibições de partidas já nesta temporada, nos jogos disputados em Orlando.

As transmissões para os óculos de realidade virtual ficarão sob o encargo da produtora Ryot, que pertence à Verizon e é especializada em conteúdo audiovisual, incluindo produções para a tecnologia de gravações em 360 graus.

Com o acordo, a NBA garante mais 12 partidas da liga com realidade virtual. Os torcedores terão oportunidade de assistir aos jogos dessa maneira por meio do NBA League Pass, o plano de assinatura da liga para as transmissões por internet.

Sem público nas arquibancadas, a realidade virtual surge no esporte americano para suprir a experiência de estar presente fisicamente nos jogos. Além da NBA, a MLB, liga de beisebol dos Estados Unidos, tem apostado na tecnologia neste momento de retorno do esporte, sem a presença de torcedores.

No caso da NBA, a aposta na realidade virtual não chega a ser uma novidade. A liga de basquete faz transmissões do tipo desde 2017, quando acertou com a Intel para ter a tecnologia em transmissões da TNT, do grupo Turner. Apesar da experiência imersiva produzida pelo meio de transmissão, ele exige a presença de óculos específicos e não chegou a ser um grande sucesso por enquanto.

Além do acordo pela inserção do VR por meio da Ryot, a NBA ampliou a parceria de conteúdo com o Yahoo, que também pertence à Verizon. A marca mantém com exclusividade o 'fantasy game' oficial da liga americana de basquete.


Notícia NBA Transmissâo Verizon Realidade Virtual