arquivo

Com receio do Covid-19, Nadal desiste do US Open

por Redação - São Paulo (SP)
A
A

Nadal é o atual campeão do US Open (Foto: Darren Carroll/USTA)

publicidade
publicidade

O espanhol Rafael Nadal anunciou na terça-feira (4) que não participaria do Aberto dos Estados Unidos, a ser realizado a partir de 31 de agosto. Hoje (5), ele se explicou em videoconferência: o pouco controle da pandemia de Covid-19 motivou a desistência.

publicidade
publicidade
publicidade

Segundo Nadal, a decisão partiu da equipe do atleta, que não quer correr riscos com viagens longas. “A situação de saúde foi o primeiro problema básico ao tomar minha decisão. A situação parece não estar completamente controlada”, afirmou.

publicidade

Nadal também deixou em aberto a participação no Masters 1000 de Roma. Na terça-feira, a organização do Masters de Madrid anunciou o cancelamento do evento após o aumento de casos na capital espanhola. Ambas as disputas são realizadas no saibro, especialidade do espanhol.

publicidade
publicidade

Atual campeão do US Open e um dos principais nomes do esporte nesta década, Nadal deixa um vácuo no tênis. A organização do torneio americano, por outro lado, garantiu que sete dos dez melhores tenistas do mundo estarão em quadra, inclusive o atual número 1, Novak Djokovic.

publicidade
publicidade
publicidade

No entanto, segundo os jornais Telegraf e Sportklub, ambos da Sérvia, divulgaram nesta quarta-feira que Djokovic não tem certeza de sua participação e só dará uma resposta mais próximo do início da competição. O tenista foi diagnosticado com Covid-19, ainda que não tenha tido sintomas e já tenha voltado a treinar.

publicidade

Outra ausência garantida será de Roger Federer, que se recupera de uma lesão. Dessa maneira, o US Open corre o risco de não ter as três principais estrelas da modalidade.

publicidade
publicidade

Mundial de Clubes pode não ter a presença de brasileiros nos estádios