A Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciou, neste domingo (14), a ação "Assistência de Craque", que tem o apoio da Penalty e visa levantar fundos para profissionais do futebol que recebiam até dois salários mínimos e foram prejudicados com a paralisação do esporte por conta da pandemia do Covid-19.

A campanha funciona com jogadores e ex-jogadores que doarão objetos a serem leiloados. Por meio de vídeos nas redes sociais, cada um anuncia a doação e passa a missão para outro nome fazer o mesmo. Mauro Silva, Raí, Gabriel Jesus, Neymar e Kaká são alguns dos nomes já confirmados. O ex-atleta do Santos, por exemplo, cederá uma chuteira usada no Paulistão.

Foto: Reprodução / Site (leilaofpf.com.br)

O valor arrecadado com a venda dos produtos será separado em duas partes. Metade ficará para os profissionais em dificuldade financeira. Os outros 50% serão destinados para instituições que atuam em Paraisópolis e em Heliópolis, consideradas as duas maiores favelas da capital paulista.

A campanha foi desenvolvida pela recém-criada agência LMiD, que tem como sócios Gustavo Herbetta, ex-diretor de marketing do Corinthians, e Wagner Vilaron, antigo comentarista do Grupo Globo. A ideia da empresa é trabalhar com conteúdo que envolva marcas e entidades esportivas.

Em nota, os executivos lembraram o desafio que é criar uma ação para a Federação Paulista em meio a uma pandemia, com a ausência de jogos. "A LMiD surge em um contexto em que mais do que nunca a relação entre o esporte e o fã pode e deve ser incorporada pelas marcas, gerando resultados relevantes para os envolvidos", afirmou Herbetta.


Notícia Federação Paulista de Futebol FPF leilão gestão estratégia Neymar Raí Kaká Mauro Silva Gabriel Jesus pandemia coronavírus