Ainda era dezembro de 2019 quando a Máquina do Esporte informou que a Globo havia decidido seguir com o projeto de reduzir o número de jogos disponíveis gratuitamente nos Estaduais para priorizar a distribuição na TV paga e, especialmente, no pay-per-view.

LEIA MAIS: Globo reduz jogos ao vivo do Paulistão às quartas-feiras

Assim, o que se viu no início do ano foi exatamente isso: a emissora "ignorou" a primeira rodada do Paulistão, disputada em um meio de semana, estreando no futebol de 2020 com o clássico entre Palmeiras e São Paulo na segunda rodada. Se a estratégia já havia dado certo na ocasião com uma boa audiência alcançada, os planos foram ratificados na última quarta-feira (5), com a "estreia" às quartas-feiras bem longe dos Estaduais.

Foto: Reprodução / Twitter (@LibertadoresBR)

Em São Paulo, o destaque foi o início da Libertadores. A partida entre Guaraní (PAR) e Corinthians, a Globo bateu 27 pontos de audiência, com 42% de participação. O número ficou cinco pontos acima do registrado no primeiro jogo da competição transmitido no ano passado, entre Talleres (ARG) e São Paulo.

Já no Rio de Janeiro, que tem apenas o Flamengo como representante na principal competição do continente, a aposta foi no início da Copa do Brasil. A partida entre Caxias (RS) e Botafogo, que também serviu como teste para o novo streaming da Copa do Brasil voltado para brasileiros que vivem fora do país, alcançou 20 pontos, com 32% de participação na Globo.  

Segundo a medição do Ibope, cada ponto de audiência alcançado equivale a 73.015 residências (ou 200.766 pessoas) na Grande São Paulo. No Rio de Janeiro e região metropolitana, cada ponto é equivalente a 46.175 residências (ou 118.440 telespectadores).


Notícia Globo Libertadores Corinthians Copa do Brasil Botafogo Estaduais mídia transmissão estratégia audiência televisão