O FC Dallas está fora do torneio "MLS is Back", que servirá como temporada 2020 da Major League Soccer (MLS). A equipe do Texas, que já havia tido seis dos seus jogadores testando positivo para o coronavírus quando chegaram a Orlando, chegou a 11 infectados nesta segunda-feira (6), com mais quatro jogadores e um membro da comissão técnica entrando na lista. Por conta da necessidade da quarentena, a franquia foi retirada do torneio.

Foto: Reprodução / Twitter (@FCDallas)

"Enquanto continuamos focados no bem-estar de nossos jogadores, treinadores e funcionários que estão isolados em Orlando, entendemos que não é do seu interesse competir neste momento. Embora estejamos desapontados, a saúde e a segurança da nossa delegação itinerante e dos nossos parceiros da liga são nossa maior prioridade", declarou Luchi Gonzalez, técnico do time.

"Estamos absolutamente de acordo com a decisão da liga de retirar o FC Dallas do torneio 'MLS is Back' por questões de segurança para nossos jogadores e funcionários. Estamos ansiosos para voltar aos gramados quando o clube inteiro estiver saudável e em condições de disputar partidas competitivas no mais alto nível", disse Dan Hunt, presidente do FC Dallas.

LEIA MAIS: MLS segue NBA, voltará na Disney e terá "estilo Copa do Mundo"

Com o formato diferente da temporada 2020 da MLS, no "estilo Copa do Mundo", o FC Dallas estava no Grupo B ao lado de Vancouver Whitecaps, Seattle Sounders e San Jose Earthquakes. A estreia do time no torneio seria na quinta-feira (9) diante do Vancouver Whitecaps.

Apesar da situação do FC Dallas colocar em xeque a decisão de retomar a MLS, a competição está confirmada para recomeçar nesta quarta-feira (8), com as partidas entre Orlando City x Inter Miami e Nashville SC x Chicago Fire. O time de Nashville entrará em campo com algumas baixas, já que cinco jogadores também foram diagnosticados com coronavírus ao chegarem no ESPN Wide World of Sports Complex, na Disney, sendo colocados imediatamente em isolamento. Além disso, Vancouver Whitecaps e Colorado Rapids também atrasaram suas viagens a Orlando devido aos resultados dos testes.


Notícia Pandemia coronavírus saúde segurança futebol retomada MLS FC Dallas gestão mercado