Juan Antonio Samaranch Jr., vice-presidente  do COI

O COI (Comitê Olímpico Internacional) admitiu oficialmente que irá oferecer as sedes dos Jogos de Verão de 2024 e 2028 para Paris e Los Angeles.

As duas cidades disputam o direito de abrigar a Olimpíada daqui sete anos. Porém, diante do fiasco que têm sido as eleições do comitê, a entidade estuda, pela primeira vez em sua história, conceder duas sedes de uma vez, tal qual fez a Fifa com Rússia e Qatar para as Copas do Mundo de 2018 e 2022.

Segundo Juan Antonio Samaranch Jr., vice-presidente da entidade, há conversações entre as cidades e que “há um princípio de acordo entre elas” para a concessão das edições de 2024 e 2028 diante de duas candidaturas de “tanta qualidade”. A entrevista do dirigente foi feita à agência Efe.

Caso haja um acordo, Los Angeles e Paris não disputariam mais a eleição do COI, garantindo que cada cidade ficaria com um evento.

A solução começou a ser estudada pelo comitê depois dos grandes fracassos que foram as concorrências para os Jogos de Inverno de 2022 e para os Jogos de Verão de 2024. No primeiro caso, houve desistências sucessivas de Munique, St. Moritz, Lviv, Cracóvia, Estocolmo e Oslo. Almaty e Pequim sobraram na disputa, que teve vitória da capital chinesa.

Já a Olimpíada de 2024 viu as renúncias sucessivas de Boston, Hamburgo, Roma e Budapeste. Los Angeles, que substituiu a cidade do Estado de Massachusetts como candidata norte-americana, e Paris permaneceram na disputa.

Apesar desse histórico e da proposta do COI, Samaranch diz não haver temor por falta de candidatas para as próximas edições dos Jogos Olímpicos.

“Se elegêssemos agora só 2024, teríamos candidaturas muito boas para 2028. Mas ante o novo mundo em que estamos, não é por medo, é por oportunidade: é muito bom para o movimento olímpico fazer os Jogos nessas duas cidades”, afirmou o espanhol, que é filho do ex-presidente do COI, Juan Antonio Samaranch.

Los Angeles e Paris já foram sede da Olimpíada anteriormente. A capital francesa sediou o evento em 1900 e 1924. Já o município da Califórnia foi palco das edições de 1932 e 1984.

“Se as duas cidades acreditarem que seja positivo para ambas e entrem em acordo, nós vamos tentar aplicar essa flexibilidade [nas regras]”, disse Samaranch.

No próximo dia 9 de junho, os quatro vice-presidentes do COI, entre eles Samaranch, irão apresentar um relatório ao Comitê Executivo sobreconceder as sedes de 2024 e 2028 antecipadamente. Os demais dirigentes encarregados de elaborar o relatório são o australiano John Coates, o turgo Ugur Erdener e o chinês Yu Zaiqing.

A eleição para 2024 está marcada para dia 13 de setembro, na Assembleia Geral do COI, em Lima, no Peru.

 


Notícia COI Paris 2024 Los Angeles 2024 Olimpíada Eleição