arquivo

COB negocia com Peak para ter Havaianas e Wöllner

por Duda Lopes - São Paulo (SP)
A
A

Havaianas terá produtos licenciados com Time Brasil (Foto: Rafael Bello/COB)

publicidade
publicidade

O Time Brasil entrará na Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio com uma personalidade própria. Após acertar com Wöllner pela vestimenta dos atletas, o Comitê Olímpico do Brasil oficializou a Havaianas como parceiro. Agora, o COB cumpre um objetivo ao fazer com que os participantes tenham uma identificação com os brasileiros.

publicidade
publicidade
publicidade

A entidade abriu negociação com a Peak, que fornece material esportivo para o Time Brasil, para abrir exceção na cerimônia de abertura. A diretora de marketing do COB, Manoela Penna, explicou a estratégia à Máquina do Esporte.

publicidade

"Nós estamos muito satisfeitos com a Peak, mas achamos que nós temos que ser Brasil na abertura. O Time Brasil traz orgulho ao país, é o Brasil que vence o primeiro mundo. Brinco que não queríamos ser a Eslovênia, que também tem acordo com a Peak, de verde e amarelo", afirmou.

publicidade
publicidade

Com a ideia de dar um aspecto ainda mais brasileiro ao Time Brasil, o COB formulou uma estratégia já pensada especificamente para a Havaianas. A negociação, no entanto, não foi simples. Iniciada ainda em 2019, a empresa mostrou hesitação por conta da pandemia. Agora, com Tóquio mais bem definido, o contrato foi finalmente assinado.

publicidade
publicidade

Além de calçar os atletas com o modelo Brasil Logo e arcar financeiramente com o aporte ao COB, a Havaianas lançará uma modelo de chinelo licenciado com o Time Brasil. O acordo com a entidade, válido até Tóquio, deverá então render ainda mais com royalties de vendas do produto.

publicidade
publicidade
publicidade

A proposta pensada exclusivamente para a Havaianas também faz parte do novo momento do COB para conversar com o mercado, com entregas mais complexas aos parceiros comerciais. “Depois dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, houve um distanciamento das marcas, por variados motivos. O Time Brasil passou a oferecer então espaço para conteúdo e entrega de experiências”, complementou Penna.

publicidade
publicidade

Essa reaproximação ao mercado é entendida como um trabalho de longo prazo porque inclui uma mudança de imagem do COB. Passa pela transmissão de valores do Time Brasil, mas também pela demonstração de gestão mais transparente, com implementação de ‘compliance’ e governança.

publicidade

Como as mudanças não são imediatas, a avaliação é de bom retorno do mercado para o ciclo que envolve os Jogos de Tóquio. Além da Havaianas, Peak e Wöllner, o COB tem acerto com marcas como Estácio e Ajinomoto.   

publicidade
publicidade

Com desafio por medalha, Oakley lança corrida