Após diversos agentes do esporte americano demonstrarem apoio às causas raciais do país, foi a vez dos brasileiros usarem as redes sociais para se posicionarem sobre o assunto. Durante toda esta segunda-feira (1º), equipes do futebol nacional resolveram se manifestar com mensagens contra o racismo.

LEIA MAIS: Esporte se une em ações contra racismo após caso George Floyd

LEIA MAIS: Análise: No Brasil, silêncio é imposto aos atletas

Boa parte das equipes entraram em uma brincadeira nas redes sociais para convocar outros times a exaltarem os maiores jogadores negros do futebol. O clube citava três ídolos e mencionava na mensagem outras três equipes, que respondiam da mesma forma. A corrente passou por entidades de todo o país.

Foto: Reprodução / Twitter (@Gremio)

De maneira geral, os clubes optaram por exaltar o histórico de atletas negros e a importância popular do futebol. As mensagens foram expostas nas redes com texto e fotos. O Corinthians chegou a produzir um pequeno vídeo com fotos de jogadores e algumas imagens dos protestos nos Estados Unidos.

O clube paulista, assim como outras equipes como Grêmio e Internacional, também lembrou de vítimas recentes no Brasil, como o caso de João Pedro, assassinado neste ano após uma operação policial em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.

Não foram só os clubes que entraram em comoção pelos casos recentes nos Estados Unidos, especialmente pela morte de George Floyd. Jogadores brasileiros também usaram as redes sociais para mostrar indignação com o crime nos Estados Unidos e com mortes ocorridas no Brasil. Nomes de grandes times europeus, como Vinícius Júnior, do Real Madrid, e Gabriel Jesus, do Manchester City, utilizaram seus canais para dar apoio à causa. No Brasil, o corintiano Gabriel e o palmeirense Dudu foram alguns dos que se manifestaram no Instagram e no Twitter.


Notícia Racismo posicionamento atletas clubes brasileiros redes sociais política sociedade