A World Surf League foi se inspirar no conceito do All Star Game das ligas americanas para criar um produto inédito no mercado. Na próxima sexta-feira, a Onda do Bem, torneio criado para os atletas profissionais se exercitarem durante a pandemia, terá alguns "intrusos". Dez celebridades, que vão se unir aos profissionais na disputa, que acontecerá numa praia brasileira.

Onda do Bem será realizada de noite - Foto: divulgação

Ao todo, dez personalidades praticantes do surfe estarão se apresentando junto com os profissionais convidados para o evento. As free surfers Marina Werneck e Alana Pacelli, as atrizes Larissa Murai e Dani Suzuki e a ex-surfista e apresentadora Erica Prado vão participar do evento. Já os homens são o ex-judoca Flavio Canto, o artista Papaptinho e os atores Paulo Zulu, Klebber Toledo e Paulo Vilhena.

A presença das celebridades tem como objetivo ampliar o alcance do evento e dar mais ênfase à cultura do surfe, um dos pilares da atuação da WSL atualmente.

A bateria das celebridades abrirá a programação da sexta-feira, a partir das 16h, em evento que será transmitido pela WSL TV. A partir das 19h, já com as competições rolando entre profissionais, os desafios também serão exibidos no Sportv.

A Onda do Bem é o principal projeto da WSL no Brasil depois que a temporada de 2020 foi cancelada pela liga por conta da pandemia. O evento reunirá os profissionais e as celebridades para uma competição noturna, algo inédito no Brasil. O evento faz parte do WSL Countdown, série de torneios criados pela liga de surfe para preparar a volta das competições oficiais, que será a partir de novembro.

Além de reunir as celebridades, o Onda do Bem terá um caráter social. Doações por meio de um QR Code na tela da TV serão destinadas ao projeto social Ondas.


Notícia Marketing Gestão WSL Onda do Bem