Após dar indícios durante a semana passada de que poderia não retomar o torneio e, consequentemente, encerrar a temporada, a Federação Holandesa de Futebol (KNVB) confirmou a decisão na sexta-feira (24). A opção passou a ser permitida em "casos especiais" pela Uefa após uma reunião realizada por videoconferência na quinta-feira (23).

O problema é que a decisão de encerrar a Eredivisie, como é conhecido o Campeonato Holandês, veio acompanhada de outras que geraram polêmica: a temporada não terá campeão nem rebaixamento, mas manterá a classificação no momento da paralisação para as vagas nas ligas europeias da temporada 2020/2021. Teve time que não gostou.

Fora das competições continentais de acordo com o decreto da KNVB, o Utrecht se revoltou. O clube estava a uma posição de ir à Liga Europa, vaga que ainda poderia ser obtida na final da Copa da Liga da Holanda, que seria jogada contra o Feyenoord e que também não ocorrerá por conta de mais um cancelamento. Para piorar, uma possível vaga seria a melhor forma possível de comemorar o aniversário de 50 anos da equipe no próximo mês de julho.

Foto: Reprodução / Twitter (@fcutrecht)

"O FC Utrecht não aceita ficar fora da distribuição das vagas europeias. O FC Utrecht não hesitará em desafiar esta decisão diante de um tribunal esportivo e da Uefa", disse o clube, em um comunicado.

"Acho que a KNVB é uma organização terrivelmente amadora. Há uma arbitrariedade tão grande em suas decisões que não consigo suportar", afirmou Frans Van Seumeren, presidente do Utrecht, em entrevista ao jornal holandês "De Telegraaf".

"Estou muito zangado. É embaraçoso, ridículo e esportivamente injusto. Esta decisão não se baseia em nenhum critério. A KNVB nem sequer nos deixará jogar a final da Copa da Liga da Holanda com portões fechados em setembro. Eles tiraram algo de nós, algo que poderíamos ter ganhado em campo, e não podemos dizer nada contra isso", criticou veementemente Adrián Dalmau, atacante da equipe, em entrevista ao jornal espanhol "Marca".

Com a decisão, o futebol holandês acaba indo na contramão dos principais torneios de futebol da Europa. A Alemanha e a Inglaterra, por exemplo, já falam em retornar aos gramados em maio, enquanto a própria Uefa quer encerrar as temporada da Champions League e da Europa League em agosto.


Notícia Coronavírus Covid-19 pandemia decisão encerramento Eredivisie Campeonato Holandês KNVB Utrecht gestão mercado Uefa