Ao que tudo indica, a torcida do Corinthians "abraçou" a estratégia da Nike de homenagear o primeiro título nacional do clube, o Campeonato Brasileiro de 1990, na nova camisa titular de jogo do time. Além da repercussão da ação de lançamento (com o ídolo Neto, na Band, durante a reprise do jogo do título) ter sido bastante positiva entre os torcedores, as vendas da nova camisa foram impulsionadas de forma exponencial.

Foto: Divulgação / Nike

A Netshoes divulgou, nesta quarta-feira (8), que, apenas nos dois primeiros dias de comercialização, o manto corintiano foi o mais vendido entre todos os lançamentos de clubes nacionais em 2020. Para se ter uma ideia, na comparação com o uniforme do Corinthians lançado em 2019, também fabricado pela Nike, o modelo deste ano teve uma venda 414% maior.

"A torcida do Corinthians tem se mostrado fiel neste período de pandemia. Já vínhamos registrando crescimento nas vendas da loja oficial do clube. Somando, agora, o sucesso do novo uniforme", afirma Murilo Massari, diretor Comercial da Netshoes.

A plataforma esportiva de e-commerce não divulgou o número exato, mas revelou que quase a totalidade dos torcedores que adquiriu a camisa também apostou na personalização. E o sucesso também foi sentido entre as torcedoras, já que houve aumento de 57% nas vendas da camisa feminina em relação ao ano passado.

LEIA MAIS: Corinthians fecha com site de apostas Galera.bet para mangas

Vale lembrar que a ShopTimão, loja on-line operada pela Netshoes, teve dois dias de exclusividade na venda da nova camisa do Corinthians. Na semana passada, a empresa anunciou que passaria a reproduzir uma estratégia do Magazine Luiza para os clubes de futebol. O plano é que torcedores possam criar lojas on-line próprias para vender produtos de times que a empresa detém os direitos no e-commerce. O primeiro clube escolhido foi justamente o Corinthians, com a loja ShopTimão.


Notícia Mercado marketing comercialização venda patrocínio estratégia e-commerce Netshoes Nike Corinthians