Jogadores do Bayern festejam gol sobre Hertha Berlim, que deu o título alemão ao Bayern

Atingindo um novo patamar, o Bayern de Munique renovou com a Adidas o contrato de fornecimento de material esportivo. O novo acordo, válido por dez anos e com vencimento em 2030, terá o valor de € 940 milhões (R$ 3,085 bilhões), o que coloca a camisa do clube alemão como a segunda mais valorizada do mundo, atrás apenas do uniforme do Manchester United, que também assinou com a gigante alemã para receber € 1,039 bilhão por dez anos de compromisso.

O contrato com o Manchester United tem início em agosto, quando encerra o compromisso do clube inglês com a Nike. E, com a renovação com o time de Munique, a Adidas ganha grande visibilidade nos dois mercados mais estratégicos da Europa.

A renovação com o Bayern acontece na semana em que o clube conquistou seu 25º título do Campeonato Alemão e acabou eliminado, de maneira vexatória, nas semifinais da Copa da Alemanha, na decisão por pênaltis com o Borussia Dortmund.

“No futuro vamos seguir centrados em alianças seletivas com clubes e federações de primeiro nível no futebol internacional, assim como jovens jogadores emergentes”, afirmou um porta-voz da marca alemã, Oliver Bruggen.

O grande investimento da Adidas em Manchester United e Bayern de Munique pode abrir as portas da concorrente Nike para outro bastião da empresa alemã: o Real Madrid.

Por outro lado, a semana teve outras trocas de camisa pelo futebol europeu. Na Grécia, a Adidas roubou a camisa do Olympiakos, atual campeão nacional, da rival Puma, parceira do clube nos dez últimos anos. A nova camisa estreia nesta temporada. Apesar de os valores não terem sido divulgados, especula-se que houve aumento significativo em relação ao acordo anterior.

Na Itália, a Kappa venceu concorrência com Nike e Macron e será a nova fornecedora do Napoli a partir da próxima temporada. O contrato, de € 8 milhões por ano, é válido até 2020. A Kappa já foi a fornecedora do Napoli em 2004/2005 e 2005/2006. Com o novo acordo, a Kappa passará a vestir quatro clubes da Série A TIM: Napoli, Torino, Cagliari e Sampdoria.

A também italiana Macron, por sua vez, despede-se da camisa do clube após o fim do Campeonato Italiano e da Liga Europa. Com isso, a empresa será fornecedora apenas de Lazio entre os clubes que disputam o Campeonato Italiano da primeira divisão.

Outra derrota da Nike ocorreu na França, com a perda da camisa do Lille. A equipe teria chegado a um acordo de seis anos com a New Balance. A firma de Boston, que recentemente decidiu assumir as camisas que estavam em poder de sua subsidiária Warrior, irá vestir Liverpool, Sevilla e Porto a partir da próxima temporada. 


Notícia Bayern de Munique Bayern de Munique Adidas Nike Manchester United Napoli Kappa Olympiakos Lille New Balance