A Liga Nacional de Basquete (LNB) promoveu um encontro para debater os próximos dez anos de gestão do Novo Basquete Brasil (NBB) com os clubes e algumas personalidades do mundo do esporte. O encontro, organizado no final de semana passado, serviu para que a liga, que em 2018 completou dez anos, começasse a montar um projeto estratégico para a próxima década.

Foto: Divulgação / LNB

Foram debatidos temas como massificação da prática do basquete, percepção de valor da modalidade, criação de ídolos, processos internos da LNB, geração e otimização de receitas, desenvolvimento dos clubes e dos profissionais que atuam no NBB, etc. Ao final das discussões, foram levantadas soluções e metas para cada assunto. A ideia agora é desenvolver um plano de metas fixo para uma década.

"Todo evento precisa de planejamento. Não se pode trabalhar ano a ano sem saber onde estamos e onde podemos chegar. Foi daí que surgiu a ideia. Reunimos os dirigentes dos clubes, parceiros, personalidades e a mídia para nos ajudar. Estabelecemos um plano para os próximos dez anos. A LNB não é nada mais do que os clubes que se reúnem e tomam as decisões, e foi exatamente isso que fizemos. Os clubes pensaram e estabeleceram os parâmetros de uma gestão estratégica para o futuro, e isso foi magnífico", disse o presidente da LNB, Kouros Monadjemi.

LEIA MAIS: Análise: Abismo separa o futebol do basquete no Brasil

Nos últimos dois anos, a entidade tomou decisões inovadoras para o esporte no Brasil. A principal delas foi assumir toda a produção de conteúdo da liga e repassar para diferentes empresas a distribuição dos jogos. Neste ano, seis veículos de mídia exibem o NBB: Facebook, Twitter, Band, BandSports, ESPN e Fox Sports. Na terça-feira (30), o jogo Pinheiros x Botafogo teve 130 mil visualizações no Facebook.


Notícia LNB NBB basquete projeto marketing gestão estratégia mercado