A campanha #LeveASerio do banco BV receberá, até esta terça-feira (30), as doações de pessoas física e jurídica, que serão revertidas em projetos de combate à pandemia do coronavírus no Brasil. Até o momento, a iniciativa arrecadou R$ 2,44 milhões, sendo metade desse valor doado por mais de 1.500 pessoas e a outra metade sendo um complemento realizado pelo próprio BV, já que, para cada R$ 1 doado na plataforma da campanha, o banco está doando a mesma quantia.

Além da campanha on-line, o BV também atua em outras duas frentes no combate à Covid-19: doação de R$ 30 milhões para iniciativas que ajudarão hospitais e famílias a enfrentarem os impactos da crise e uma linha de crédito de R$ 50 milhões a preço de custo para fornecedores de equipamentos e serviços hospitalares essenciais.

Foto: Divulgação / Banco BV

Em parceria com os institutos esportivos apoiados, o banco realizou a entrega de 3.270 cartões-alimentação nos últimos três meses para famílias em estado de vulnerabilidade social. Foram contempladas famílias dos projetos Instituto Reação (Flávio Canto e David Moura), com unidades no Rio de Janeiro (RJ) e Cuiabá (MT); M4 nas Escolas (Marcelinho Machado), no Rio de Janeiro; Serginho10 (Serginho Escadinha), em Guarulhos (SP); Instituto Esporte e Educação (Ana Moser) em São Paulo (SP); Instituto Próxima Geração (Mauro Menezes), também em São Paulo (SP); e institutos parceiros de Bob Burnquist em várias cidades paulistas.

De acordo com o banco, outras 15 mil famílias de todo o país também foram beneficiadas com o cartão-alimentação, assim como outras 1.667 que receberam cestas básicas em parceria com o Projeto Vencendo Juntos, liderado por Flávio Canto.

Por fim, ainda foram repassados R$ 5 milhões para a construção do hospital de campanha na zona oeste do Rio de Janeiro, assim como a doação de R$ 1,2 milhão à CUFA (Central Única das Favelas) para o projeto "Mães da Favela" em parceria com Taís Araújo e de R$ 2,1 milhões destinados à compra de EPIs para hospitais públicos em todo o Brasil.


Notícia Ação social banco BV esporte educação estratégia campanha gestão marketing mercado pandemia coronavírus