Flagship inaugurada no início de agosto em Londres é a maior loja da Asics no mundo (Foto: @ASICSUK)

Para que uma ideia saia do campo dos sonhos e vire realidade é preciso um plano. O próximo passo, claro, é colocar o plano em prática. E é isso que a Asics está fazendo. Após abrir novas lojas em cidades europeias importantes como Londres, Paris, Berlim e Milão, a marca japonesa já vislumbra a possibilidade de rivalizar com Nike e Adidas no continente em, no máximo, três anos.

A ideia da Asics é investir um valor não divulgado de milhões de euros até 2020 e quase quadruplicar o número de lojas que a marca possui atualmente na Europa. Com a possível abertura de mais de 70 estabelecimentos nos próximos três anos (hoje são 26), os japoneses chegariam a mais de 100 lojas no Velho Continente.

As últimas inaugurações dão uma ideia do que a Asics pretende. Em Paris, a marca japonesa ocupou um espaço de 450 metros quadrados divididos em três ambientes que era da Nike no distrito de Les Halles, um dos mais famosos da capital francesa.

Já em Londres, no início de agosto, abriu sua maior loja em todo o mundo. O local escolhido foi a também famosa Regent Street, no centro da capital inglesa, onde os japoneses investiram em um espaço de 840 metros quadrados. Na Flagship, o consumidor pode encontrar as quatro marcas da companhia: Asics, Asics Tiger, Onitsuka e Haglöfs.

No primeiro semestre de 2017, a Asics obteve um lucro de cerca de 89,3 milhões de euros. Estima-se que esse número cresça ainda mais neste segundo semestre para que o plano de aumento do número de lojas seja colocado em prática.

De acordo com a marca, outro objetivo é tentar abrir mais 40 lojas na África e no Oriente Médio nos próximos anos. No Brasil, atualmente, existe uma Flagship (São Paulo), uma Pop Up Store (Atibaia/SP), duas Stores (Rio de Janeiro e Fortaleza) e seis Outlets (Itupeva/SP, Duque de Caxias/RJ, Contagem/MG, Salvador/BA, Novo Hamburgo/RS e Alexânia/GO).


Notícia Asics Nike Adidas marca Londres Paris investimento