A Fórmula 1 anunciou, nesta quinta-feira (28), o cancelamento da edição de 2020 do Grande Prêmio da Holanda. A prova, que seria a quinta da temporada e seria disputada no dia 3 de maio no circuito de Zandvoort, já havia sido adiada por conta da pandemia do coronavírus. Agora, a corrida, que voltaria ao calendário da principal categoria do automobilismo mundial após 35 anos, será realizada apenas em 2021.

Com o cancelamento do GP da Holanda, já são quatro as provas que não serão disputadas em 2020. A prova holandesa se junta aos GPs da Austrália, Mônaco e França. Além deles, outros seis foram adiados e ainda não têm uma data prevista (Bahrein, China, Vietnã, Espanha, Azerbaijão e Canadá).  

Foto: Reprodução / Site (formula1.com)

“Estávamos completamente prontos para esta primeira corrida e ainda estamos. Nós e a Fórmula 1 investigamos o potencial de realizar uma corrida remarcada este ano sem espectadores, mas gostaríamos de comemorar este momento, o retorno da Fórmula 1 em Zandvoort, junto com nossos fãs de corrida na Holanda. Pedimos a todos que sejam pacientes. Eu tive que esperar por 35 anos e terei que esperar mais um”, afirmou Jan Lammers, diretor esportivo do Grande Prêmio da Holanda, em um comunicado oficial.

Os organizadores da prova aproveitaram para deixar claro que qualquer pessoa que tenha comprado ingressos para a corrida de 2020 será capaz de usá-los quando o Grande Prêmio ocorrer em 2021. A possibilidade de reembolso também será disponibilizada.

Vale lembrar que a prova holandesa era uma das mais esperadas do calendário 2020, não só pelo fato de ser a volta do país à Fórmula 1 após 35 anos mas também pelo fato de que seria a primeira vez que a sensação dos últimos anos, Max Verstappen, correria em seu país natal pilotando um carro de F1. A expectativa era de casa cheia em Zandvoort, o que acabou se tornando um dos principais motivos para a decisão de esperar mais um ano ao invés de oficializar a possibilidade de realizar a corrida sem público nas arquibancadas.


Notícia Fórmula 1 F1 GP da Holanda Zandvoort automobilismo calendário cancelamento gestão estratégia mercado